terça-feira, 17 de abril de 2012

Óculos de Segurança com GRAU

O QUE É UM ÓCULOS DE SEGURANÇA COM GRAU?
É um óculos de segurança que permite a colocação de lentes graduadas, que atende às exigências de um EPI e que também segue determinadas regras de confecção das lentes para que mantenha o CA da armação como um conjunto.
Os óculos de segurança com grau devem ser feitos por um óptico, de acordo com a receita do oftalmologista e com as medidas óticas aferidas no rosto do trabalhador com equipamento técnico adequado e por pessoa habilitada.

Além disso, as lentes devem escolhidas de acordo com o posto de trabalho, análise de riscos e grau da receita oftalmológica.
Usar óculos de segurança com grau feito fora destas normas técnicas põe em risco o trabalhador e a empresa.

TODOS NECESSITAM DOS ÓCULOS DE SEGURANÇA?

Nem todas as atividades necessitam de óculos de segurança, mas a maioria dos seus funcionários podem necessitar de óculos de grau, principalmente após os 35/40 anos.
Mas não são tão simples de escolher: os óculos de grau quando feitas de maneira errada ou inadaptados a função do trabalhador podem apresentar os mesmo problemas dos óculos de segurança feitos de forma errada.
Existe o agravante de determinadas armações para óculos normais sofrerem abrasão por alguns gases ou ambientes e radiação UV. Também existe a possibilidade das lentes a serem feitas para o posto de trabalho serem diferentes dos óculos que se usa em atividades normais.

COMO FAZER OS ÓCULOS DE SEGURANÇA CORRETAMENTE

1 - PRIMEIRO PASSO: O EXAME DE VISTA
Se o trabalhador não fez exame de vista recentemente, ele deve ser encaminhado ao médico oftalmologista, dentro ou fora da empresa. Este exame, além da verificação do grau fornece informações sobre a saúde dos olhos do trabalhador.
Caso o exame seja fora da empresa, o médico deve estar ciente de que este exame também será usado para o aviamento dos Óculos de Segurança e para isso, deve se informar sobre o tipo de serviço que o trabalhador executa. O funcionário que apresenta dificuldade de realização de tarefas ou que se esforça muito para enxergar ou que passou a apresentar falhas constantes em seu rendimento deve ser imediatamente encaminhado a exame de vista. Com o exame de vista em mãos, a receita deve ser aviada por uma ótica do trabalho

2 - SEGUNDO PASSO: A ESCOLHA DO ÓCULOS E DO MATERIAL DA LENTE DE SEGURANÇA ADEQUADOS
A ótica especializada irá analisar a receita e o histórico óptico do trabalhador, verificará junto ao técnico do Trabalho e fará a análise do posto de trabalho. Nesta análise, serão verificadas as distâncias à atividade, condições gerais do ambiente, iluminamento, para observação da existência de reflexos inadequados e o tipo de risco que este trabalho oferece. De acordo com essas informações será definido o tipo de material a ser usado na lente (policarbonato, CRISTAL ENDURECIDO ou RESINA) para que o óculos mantenha as características de óculos de segurança com CA. De acordo com essas observações, e de acordo com o tipo de rosto do trabalhador, será definida o tipo de armação do óculos de segurança. Lembre que os óculos de segurança não dispensa a utilização de outras proteções (como o protetor facial).

      3 - TERCEIRO PASSO: AS MEDIÇÕES
Selecionado o EPI e o tipo de lente, é hora de fazer as medições. A ótica especializada deve possuir aparelhagem adequada para as medições precisas, como o Pupilômetro Digital. As medições devem ser feitas por pessoa habilitada, pois delas depende o correto posicionamento do grau na armação e a perfeita adaptação dos óculos no trabalhador.
Quando as medidas são tiradas por leigos tornam os óculos inadequados e errados, criando diversos incômodos no trabalhador e grandes riscos de acidentes.

A ADAPTAÇÃO AO ÓCULOS DE SEGURANÇA

Após a entrega dos óculos ao trabalhador é verificada a adaptação ao grau, e são feitos os ajustes necessários na armação. O trabalhador deve ser orientado e instruído no uso do grau, principalmente nos casos de lentes bifocais e multifocais e, também, na manutenção do seu EPI, conforme determina a NR-6.
Alguns tipos de lentes, como as progressivas, quando usadas pela primeira vez requerem um tempo maior de adaptação. Estas lentes devem ser feitas com o maior rigor e precisão, por isso, as medidas devem feitas por pessoa especializada. Tabelas e desenhos enviados por correio com medidas tiradas por leigos, costumam trazer diversos problema

IDENTIFICANDO PROBLEMAS NOS ÓCULOS DE SEGURANÇA COM GRAU
Se os óculos estão corretos, trazem conforto ao trabalhador e são usados espontaneamente.
Se os óculos estão errados, incomodam e acabam por ser abandonados. Se estão errados, não adianta forçar o uso, isto só vai piorar a situação visual do trabalhador.
O uso de óculos errados pode trazer consequências sérias a visão do trabalhador e muitos riscos para a empresa empregadora.
Leia abaixo como identificar se o trabalhador usa óculos errados.s de confecção e adaptação.

QUANDO O GRAU ESTÁ ERRADO
O trabalhador apresenta:
_ náuseas e cefaléias
_ visão embaralhada
_ dificuldade na avaliação de profundidade
_ diplopia- visão confusa, visão dupla
_ irritabilidade
_ lacrimejamento


QUANDO HÁ ERRO NA DISTÂNCIA PUPILAR _ distúrbios de convergência e visão dupla quando se olha para perto
_ visão embaralhada

Problema que com o tempo leva a dores de cabeça, dor nos olhos, dificuldade de focalização.

CONSEQUÊNCIAS DO USO DE ÓCULOS COM ERRO NA ALTURA:
_ Os músculos não conseguem fazer a fusão das imagens,
_ visão embaralhada,
_ dor de cabeça,
_ dupla imagem.

Este é um problema que ocorre frequentemente e o trabalhador não consegue usar os óculos. Esta medida só pode ser feita por pessoa habilitada que também verifica a adequação das armações no rosto de cada trabalhador. 

2 comentários:

  1. Wesley Prestes

    Socilito sua autorização para divulgar este conteúdo a traves de email para meus clientes.

    Vopce conhe alguma legislação que fale sobre o formecimento de a oculos de segurança com lente de grau.

    Alencar

    ResponderExcluir
  2. Sem problemas. Há diversas empresas que utilizam esse recurso, como forma de substituir quando possivel, os modelos de ampla visão. Não tenho conhecimento de nenhuma legislação que estipule o uso de grau (para colaboradores que necesitem), acredito que seja escolha da organização.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário